Blog | Recrutamento e Seleção: dicas para melhorar o processo

08 de maio de 2020

O Recrutamento e a Seleção são as portas de entrada para qualquer colaborador em uma organização. Para realizar um procedimento de sucesso, da procura à contratação, gestores e equipe de RH devem estar em completo alinhamento, cientes dos requisitos mínimos, dos diferenciais e do plano de atuação - e mesmo carreira -, para a vaga específica. No universo empresarial, alimentado por uma forte concorrência, aprender como melhorar o recrutamento e a seleção pode ser o fator decisivo para se posicionar à frente dos demais concorrentes. Afinal, não apenas vale-se estipular um valor e uma missão à empresa, é necessário ter, de prontidão, um time que corresponda às expectativas pensadas. 

O garimpo de mão de obra, a “caça ao talento” no mercado, a fim de escolher o colaborador ideal, não é uma tarefa objetivamente fácil e pode, sim, naturalmente, contar com erros e tentativas frustradas. Claro, existem formas de diminuir a recorrência desses erros, e é justamente sobre isso que falaremos nesta publicação, logo, se possui interesse nesse tipo de abordagem do assunto, nos acompanhe até o final! Porém, se prefere entender da estrutura de um procedimento de R&S antes, em uma publicação recente, nós já havíamos iniciado a conversa sobre Recrutamento e Seleção, abordando as metodologias mais utilizadas nas empresas e algumas formas de fazer o processo dar certo. 

Recrutar também é sobre conhecer bastante a própria empresa. Dentre os erros internos, é muito comum que recrutadores ainda procurem por perfis que não verdadeiramente se apliquem à vaga em aberto. Experiências profissionais não são tudo; os valores de um candidato, a forma como ele consegue dialogar durante a seleção e como ele interage com os demais é que podem ser os grandes diferenciais para liderar a sua contratação. Nenhuma empresa quer perder tempo em um processo de seleção, nem ver suas taxas de turnover aumentarem por falhas no próprio processo. Isso atrapalha não só a produtividade, como a adaptação das equipes às novas presenças frequentes.

Qual a importância de obter sucesso no processo de R&S?

Iniciaremos o tópico falando sobre os contras, pois entender o impacto de uma seleção mal feita para uma empresa é uma forma muito eficaz de compreender a importância desse processo. Primeiramente: nenhuma empresa quer ou pode se beneficiar de contratações ineficazes. A contratação é a recepção de um novo talento, que afeta diretamente a administração financeira, de espaço, de pessoal e a capacidade competitiva de uma organização. A rotatividade, exceto em cargos que pedem por essa característica, como os trainees, é completamente inviável e pode desestruturar e desmotivar as equipes. 

Além disso, toda nova contratação demanda planejamento estratégico e dedicação dos gestores. É preciso saber exatamente o perfil profissional desejado, de forma que ele esteja alinhado corretamente à cultura da empresa. Abaixo, listamos alguns dos prejuízos gerados com as falhas no recrutamento e seleção, como exemplos do que se EVITAR na hora do planejamento e execução da abertura às candidaturas:

- Surgimento de custos com demissão;

- Alocação de recursos de tempo e dinheiro para realizar novas contratações;

- Perda de investimentos nos treinamentos e capacitações;

- Possível rompimento da motivação e harmonia do time de colaboradores. Todos saem perdendo; colaboradores e empresa.. A necessidade de integração de um novo funcionário é sentida por todos.

Como otimizar o processo: confira nossas dicas

1. Conheça bem a vaga ofertada

Pegue um papel e caneta, abra uma planilha; o que for preciso: mas tenha em mãos todos os detalhes da vaga! É crucial para acertar na hora de selecionar um novo colaborador. Parece fácil, mas nem todos os colaboradores levam em consideração o perfil de maior compatibilidade com a vaga, ou com a empresa, e podem acabar frustrando-se (mais de uma vez!) com profissionais que não se adaptam, ou não são qualificados para atuar em determinada função. Lembre-se sempre de detalhar: 

- Quais são as funções a serem exercidas;

- Horário de trabalho;

- O que você espera do seu entrevistado em relação à experiências anteriores;

- O que ele precisa saber em relação a idiomas ou cursos de extensão.

- No que a área de atuação de determinada vaga tem acertado e errado, para poder visualizar com o candidato as formas de contribuição

- O perfil desejado para o candidato e o que se espera para um candidato de determinada vaga

Um recrutador ou entrevistador com esses detalhes em mãos, bem projetados para o preenchimento da vaga, pode minimizar e muito a chance de erro, e por consequência, ficar cada vez mais perto de um acerto. Candidatos com compatibilidade com a vaga, mas que excedem apenas à experiência, têm chances de maior longevidade em uma empresa, evitando retrabalhos.

2. Agilize o seu processo: seja ativo no mercado

Há diversas formas de captar currículos que fogem um pouco da entrega física, tradicional, e que pode ser um pouco mais demorada. Normalmente, as empresas anunciam uma vaga e esperam que os candidatos apliquem à ela, de forma mais passiva. Atualmente, algumas empresas já buscam inovar nas formas de recrutar pessoal para uma seleção, agilizando os seus processos de forma mais ativa. É possível:

- Procurar por cargos em bancos de currículo on-line

- Divulgar a vaga em canais como o LinkedIn, que permite busca e aplicação on-line à vaga

- Criar o próprio banco de coleta de currículos, geralmente inseridos no site da empresa

- Procurar por uma prestadora de serviços que oferece soluções em R&S

Esse tipo de captação pode contribuir para uma maior agilidade:

- na pré-seleção (recrutamento)

- no agendamento das entrevistas

- na decisão entre as equipes

- na contratação

3. Humanize a sua seleção

Comentamos acima: apenas um currículo cheio de experiências não pode ser o critério decisivo para a contratação de um candidato. Muitas vezes, um candidato com poucas experiências, ou mesmo sem experiência alguma, pode ser que melhor se identifica com os valores da empresa, ou o de melhor desempenho na entrevista, e mesmo o que mais virá a contribuir e adaptar-se à vaga e equipe. Humanizar a seleção envolve considerar aspectos além da experiência. Avaliar o comportamento e postura é bem relevante. Através da:

- Proatividade

- Flexibilidade

- Habilidade de trabalhar em equipe.

- A postura do profissional de RH também deve ser humana e permitir a participação dos candidatos. Evite entrevistas onde apenas o recrutador fala; depois do necessário ser perguntado, corte o formato interrogatório e entregue perguntas que permitam reflexões breves e interações mais ricas

4. Conheça o seu candidato

Não é apenas o candidato que deve pesquisar sobre a empresa, antes da seleção: o RH também tem a sua tarefa de casa! Não deixe para descobrir quem se candidatou apenas no dia da entrevista, com o currículo em mãos, que nem sempre tem as informações necessárias para se responder às questões comportamentais e mais subjetivas do recrutamento. Evite perder tempo com candidatos que não correspondem à vaga! Se prepare e analise minuciosamente o currículo recebido. Monte um roteiro para a entrevista, com tudo o que se quer saber. Pergunte ao candidato:

- Sobre as suas experiências

- As suas expectativas quanto à vaga

- Seu conceito de realização profissional

- Se e como ele acha que se adequa ao que a empresa busca

Lembre-se de ponderar quais dessas perguntas significa mais para o seu processo. A entrevista não deve ser longa demais!

5. Descreva a sua vaga corretamente

Parece óbvio, mas é sempre bom relembrar: descreva corretamente a vaga ofertada. Geralmente, os setores alinhados para a divulgação de vagas abertas são os de Recursos Humanos e Comunicação e/ou Marketing. A descrição da vaga é não só o passo inicial para a execução da seleção, como é o mais fácil deles, mas pecar na hora de dar as informações, seja por adição ou falta, pode representar atraso nas escolhas da empresa e um desfalque na equipe em necessidade da vaga. Portanto, os detalhes na construção de uma vaga de emprego têm papel fundamental para que o processo seletivo flua de forma adequada, aumentando as chances de uma escolha certa já na primeira tentativa. Explique bem a função, as atribuições, o perfil desejado e os requisitos mínimos. Confira, mais de uma vez, se o canal de comunicação divulgado é o correto e está ativo.

6. Monte um banco de talentos

Um solução muito eficiente, principalmente se a sua empresa costuma ter seleções bem acirradas. Arquivar as informações e currículos sobre os melhores candidatos de seleções anteriores pode reduzir bastante o tempo de procura por um novo candidato, e até mesmo cortar completamente a necessidade de um novo processo seletivo. Descartar os currículos recebidos, sem nem considerar, pelos menos, os que já compuseram a dúvida durante um momento decisivo, é um erro grave. O banco pode garantir o próximo acerto.

7. Invista em uma boa integração

Esse é um cuidado pós contratação, mas que influencia e muito a primeira impressão do candidato, e sua absorção sobre as próprias responsabilidades e papel na empresa. A integração tem o papel de fazer o novo talento sentir-se acolhido e fundamental ao funcionamento da organização. Além disso, é através da integração que o funcionário fica ciente dos direitos e deveres, das normas da casa, missão, valores e todas as informações que ele pode e deve saber sobre a história e funcionamento da empresa. É uma etapa de selamento, que pode garantir uma ambientação mais rápida e eficaz ao novato no início das suas atividades. Para isso, o RH deve se antecipar com o material a ser utilizado durante integrações. Deve também estar na frente de comunicação às demais equipes sobre a nova chegada.

A Renaux Service oferece soluções em Recrutamento e Seleção

Recrutamos e selecionamos capital humano operacional, administrativo e para funções de liderança. Nossa equipe de DH atua em conjunto com o cliente para entender as necessidades da posição em aberto e o perfil do profissional desejado. Através do nosso banco de dados, buscamos os candidatos mais qualificados, já entrevistados e analisados previamente. Também consideramos currículos de profissionais recebidos através de nosso website, instituições parceiras, network e hunting.

Somos habilitados para recrutar em mais de 30 áreas de atuação. Para mais informações, entre em contato através do formulário rápido disponível na seção 'Contato' do site. E não esqueça de continuar acompanhando o nosso blog, para mais informações sobre R&S e outras soluções em gestão de serviços!

Voltar