Blog | 23 de setembro: Dia Internacional Contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças

23 de setembro de 2021

A data marca um processo, muito maior ao da conscientização, como relata a doutora Lívia Salomão Brodbeck, “A importância da data consiste, também, na possibilidade de discussão, por parte do poder público, para melhoras no sistema de combate às rotas intermunicipais, interestaduais e internacionais de tráfico de seres humanos”, em entrevista para a Defensoria Publica do estado do Paraná.

Segundo a Defensoria Pública do estado do Paraná, "a legislação brasileira regulamenta o tráfico de pessoas em rotas internas e internacionais e dispõe sobre prevenção, repressão e atendimento especializado à vítima”.  

O tráfico de pessoas envolve a retirada/aliciamento desses indivíduos para fins de exploração, tanto sexual quanto relacionada ao trabalho. Elas ainda podem ser submetidas a transplantes de órgãos e outros crimes.  

Isso se dá, principalmente, por conta da dificuldade em se debater o tema, considerando que tanto o tráfico de pessoas quanto a exploração sexual estão intrinsecamente ligados. 

Nota-se que há uma preferência quanto a gênero e classe, evidenciando que mulheres jovens e em situação de vulnerabilidade econômica são as vítimas principais, bem como crianças.  

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), essa atividade criminosa movimenta em torno de 32 bilhões de dólares por ano. Os dados relacionados à exploração de trabalhadores também são alarmantes, conforme a Organização Internacional do Trabalho (OIT), cerca de 2,4 milhões de pessoas são obrigadas a realizar trabalho forçado anualmente. 

O combate a práticas de tráfico humano e exploração sexual demanda uma ligação maior entre os órgãos de segurança pública, saúde, assistência social e educação. A união dessas estruturas possibilita o combate massivo e direcionado à raiz do problema que aflige milhões de pessoas constantemente. 

Por isso, a Renaux acredita que promover discussões que eduquem e forneçam informações sobre os direitos humanos auxiliem, em termos sociais, o combate a tais crimes. 

Denuncie!

O Disque 100 é o canal para contato em relação aos crimes contra os direitos humanos. Ele atende em território nacional 24h por dia. Por medo, dúvidas e inseguranças as pessoas encontram dificuldades em procurar as autoridades, portanto ao presenciar qualquer caso, denuncie! 

Voltar