Blog | Manutenção, o que é a metodologia Lean?

26 de março de 2021

“Lean” é um termo usado com frequência atualmente - ele cobre manufatura lean, empresas lean e mais. Em uma tradução bruta e já conhecida pelo Brasil, a manutenção lean é vista como “manutenção enxuta”. O ponto central para administrar um negócio tão “enxuto” - ou com o mínimo possível de recursos - é se concentrar na manutenção enxuta.

O que é manutenção lean?

A manutenção enxuta é uma filosofia e estratégia de manutenção proativa que visa oferecer suporte à confiabilidade da maneira mais eficiente possível ("enxuta" significa que é enxuta em termos de custo).

É baseado no conceito de Manutenção Produtiva Total (MPT), que é uma iniciativa para envolver todos nas tarefas de manutenção e gerenciamento. Ele considera como cada pessoa em todos os níveis de uma organização pode dar suporte à manutenção e confiabilidade.

Nota: MPT é um tópico complexo por si só. Implementá-lo é um processo que é melhor realizado passo a passo pelos membros da equipe. Se uma leitura mais aprofundada acerca desse tipo de procedimento puder ajudar-lhe a entender melhor o artigo de hoje, você pode dar uma pausa e conferir nossa publicação anterior: ‘Como implementar a MPT?’.

O principal objetivo da manutenção enxuta é manter os custos ao mínimo, ao mesmo tempo que oferece alto tempo de atividade e eficiência. Seu resultado final são operações mais lucrativas e sustentáveis.

Manutenção proativa vs. corretiva (reativa)

A manutenção enxuta é, em última análise, uma estratégia de manutenção proativa, o que significa que visa cuidar dos problemas antes que eles se desenvolvam, em vez de após a ocorrência de uma pane. As vantagens da manutenção proativa incluem:

1. Menos tempo de inatividade

As principais falhas do equipamento demoram mais para serem resolvidas do que as tarefas menores de manutenção, o que significa mais tempo de inatividade. Ao evitar grandes falhas e quebras por meio da manutenção proativa, você maximiza o tempo de atividade e permite que suas máquinas produzam em capacidade total.

2. Produção mais lucrativa

À medida que suas máquinas se movem em plena capacidade, você é mais capaz de cumprir os cronogramas de produção. Isso permite que você cumpra pedidos e maximize a receita.

3. Ambientes de trabalho mais seguros

As falhas do equipamento não só causam tempo de inatividade caro, mas também representam um risco de segurança para o seu pessoal. Os operadores que trabalham em equipamentos com boa manutenção têm menos chance de sofrer ferimentos do que aqueles que trabalham em algo que pode quebrar inesperadamente.

5 ferramentas lean usadas pelos fabricantes

A manutenção enxuta faz uso de várias ferramentas, processos e estratégias. Alguns deles são fundamentais para a manutenção enxuta, enquanto outros desempenham um papel mais de apoio. As ferramentas mais comuns usadas incluem o seguinte.

1. processo 5-S

Central para a manutenção enxuta e MPT é o processo 5-S. Este processo destina-se ao pessoal regular e representa as etapas que o trabalhador médio pode seguir para dar suporte aos processos de manutenção. 5-S significa:

– (Sort) Classificar: Determine quais materiais manter à mão e quais descartar.

– (Straighten) Endireite: organize tudo para minimizar o tempo perdido.

– (Shine) Brilhe: mantenha equipamentos, ferramentas e áreas de trabalho limpas.

– (Standardize) Padronizar: Planeje quando e como os três primeiros S serão realizados.

– (Sustain) Sustentar: realizar auditorias, apoiar novas práticas e sustentar os 4 S anteriores a longo prazo.

Dica: Como muitos componentes da manutenção enxuta, o 5-S é cíclico. Depois de ter tudo no lugar, você realiza auditorias e continua melhorando a maneira como você pratica cada parte.

2. À prova de erros

Na manutenção enxuta, ser “à prova de erros” refere-se a fazer planos e implementar procedimentos para reduzir os erros ao mínimo. A proteção contra erros pode incluir:

– Certificar-se de que os procedimentos de manutenção preventiva estão bem definidos;

– Criação de planos de trabalho detalhados;

– Lubrificantes com codificação de cores e suprimentos de limpeza;

– Rotulando todos os equipamentos;

– Criação de processos completos de gerenciamento de mudanças.

Quanto mais detalhados e amigáveis ​​forem seus planos, procedimentos e processos, menor será a probabilidade de você desperdiçar recursos devido a erro humano.

3. Eventos Kaizen

Os eventos Kaizen são projetos de curto prazo realizados pela gerência para ajudar uma equipe a melhorar de alguma forma, como na implementação dos princípios 5-S. Normalmente, esses eventos não duram mais do que uma semana e são liderados por um facilitador.

Dica: certifique-se de que seu facilitador tenha experiência com os princípios da manutenção enxuta. Se você estiver usando um fornecedor terceirizado para executar eventos Kaizen, verifique seu histórico com clientes anteriores.

O objetivo final de um evento Kaizen é apoiar a melhoria contínua. Embora cada evento possa ser tratado como único, eles devem ser realizados regularmente em diferentes áreas da sua empresa. Dessa forma, os membros de sua equipe obtêm múltiplas oportunidades de praticar os princípios 5-S e outros aspectos da manutenção enxuta com o benefício de feedback contínuo.

4. CMMS moderno

A manutenção enxuta depende de equipes autodirigidas que executam tarefas automaticamente e isso exige que as tarefas de rotina sejam agendadas da forma mais eficiente possível. Os sistemas computadorizados de gerenciamento de manutenção (CMMS) podem ajudar na manutenção enxuta, simplificando os processos de planejamento e programação de manutenção, gerenciamento de ordens de serviço e outros componentes.

5. Análise de manutenção

A análise contínua de seus processos de manutenção é a chave para garantir que eles sejam o mais enxutos possível. As áreas de sua análise de manutenção podem incluir:

– Avaliar as tarefas de manutenção preventiva para garantir que sejam realmente eficazes;

– Executar análise de causa raiz (RCA) para rastrear a fonte de falhas de equipamento;

– Implementação de PdM e monitoramento de condições nos principais ativos;

– Examinar fluxos de trabalho e conformidade de cronograma ao executar tarefas de PM.

Dica: A implementação de um CMMS pode ajudar em muitas dessas áreas de análise de manutenção, tornando as principais informações mais acessíveis.

Chegamos ao fim desta publicação, mas seguiremos trazendo conteúdo especializado para você.

No nosso blog, você encontra atualizações semanais dos mais diversos assuntos ligados à gestão de serviços, o que inclui a manutenção e gestão de ativos! Não esqueça de nos acompanhar por aqui, para não perder nossos conteúdos. Lembrando que ambos os serviços são ofertados por nós e são também de nossa especialidade.

Deseja que a sua empresa seja mais aconchegante e segura? Converse com um atendente da Renaux! Na nossa aba ‘Contato’, temos um breve formulário, e após preenchê-lo, um de nossos atendentes irá lhe retornar o mais breve possível. Basta preencher com nome, e-mail e telefone; é bem rapidinho.

 

Até a próxima publicação!

Voltar