Blog | Como reduzir custos com encargos trabalhistas?

03 de agosto de 2020

Os salários e impostos são um dos maiores custos de todas as empresas e geralmente são os mais difíceis de controlar. Mas mudar a compensação é delicado para quem é afetado, por isso é importante lidar com as mudanças com firmeza e de forma justa.

Uma maneira de fazer isso é identificar seus funcionários-chave e obter o compromisso deles com seus planos antes de implementá-los. As empresas que reduzem a remuneração ou demitem funcionários sem considerar outros métodos para aumentar a produtividade ou reduzir custos, invariavelmente sofrem com moral insuficiente, relações indiferentes com os clientes e mais quedas nas vendas, potencialmente caindo em uma espiral descendente da qual não há recuperação.

Com essas margens, o controle dos custos torna-se vital

Enquanto as empresas se esforçam para aumentar a receita em um mercado competitivo, o custo da mão-de-obra continua aumentando. De acordo com uma pesquisa recente de empresas norte-americanas com trabalhadores horistas, o aumento das margens de lucro foi o principal desafio comercial, mas quase metade dos entrevistados disse que não se sentia no controle de suas margens de lucro. Quando perguntada, "Quais são suas melhores táticas para controlar as margens de lucro?", a maioria respondeu com a mesma resposta: controle dos custos da mão-de-obra.

Então, o que as empresas podem fazer para obter controle sobre suas margens de lucro cortando custos de mão-de-obra?

Pode interessar: ‘Recrutamento e Seleção: sua empresa tem apostado na metodologia adequada?

1. Revise e ajuste os planos de remuneração atuais

A avaliação periódica dos salários e benefícios da sua empresa pode ajudá-lo a encontrar várias oportunidades de redução de custos. Primeiro, revise cada uma de suas funções com as ferramentas e os profissionais capacitados, para verificar se você está pagando aos funcionários acima do seu valor médio de mercado. Em seguida, reduza a escala para contratações futuras para melhor atender ao mercado e para contratações atuais e crie novos programas que substituam aumentos de pagamento automáticos com aumentos de mérito com base no desempenho de geração de receita.

Considere mudar as funções de vendas para uma estrutura de pagamento apenas por comissão, pois muitos funcionários gostam da flexibilidade e do potencial de renda que ela oferece. Além disso, alterar algumas funções de período integral para contrato ou meio período (menos de 30 horas por semana) pode permitir que seus funcionários ampliem sua experiência em outras empresas, poupando-lhe uma cobertura obrigatória de assistência médica para trabalhadores em período integral. Mas uma palavra de conselho para essas recomendações: tenha cuidado para garantir que você esteja classificando corretamente seus funcionários para evitar ações judiciais. Você também pode entrar em contato com um corretor de seguros de saúde para obter lances de custo mais baixo para cobertura ou reduzir o custo do seguro de saúde escolhendo franquias mais altas.

2. Reduzir horas extras

Todas as empresas sabem que as horas extras (mais de 40 horas por semana) podem aumentar rapidamente, já que é hora e meia do salário horário regular de um funcionário. Para ajudar a reduzir os custos com salários e horas extras, considere usar mais funcionários em meio período ou contratar trabalhadores temporários. Também existem ferramentas de perfil de estresse que podem notificar os gerentes quando os funcionários atingem o valor de referência de horas extras de 40 horas, para que os gerentes possam estruturar agendas sem horas extras. Uma observação final é que você não pode trocar horas extras por férias pagas (a menos que a fatura seja aprovada).

O roubo de tempo é um custo oculto da mão-de-obra, onde os funcionários faturam seu empregador pelo tempo que eles realmente não trabalharam. Isso não significa necessariamente que seus funcionários estão roubando sua empresa, pois isso pode ser inadvertido, como partidas atrasadas, finalizações precoces, longos intervalos e arredondamento de horas. 

O uso de um aplicativo simples de presença e horário acompanhará com precisão o tempo trabalhado quando seus funcionários entram e saem (incluindo intervalos) e inclui configurações de rastreamento geográfico e detecção facial de fotos para eliminar a presença de furos no ponto. Esses quadros de horários são instantaneamente sincronizados com seu provedor de folha de pagamento para economizar tempo e custos de administração.

3. Conheça os encargos trabalhistas

Além dos custos de contratação e manutenção, os encargos trabalhistas em si, tratam-se de tributos que concedem ao colaborador algum tipo de direito, referente ao reconhecimento e proteção do tempo trabalhado. Ou seja, são todas as contribuições e impostos sobre o salário do trabalhador, pago por ele de forma indireta e que não é convertido em um benefício extra direto. No geral, os encargos trabalhistas são utilizados para a manutenção de direitos durante e pós-encerramento de contrato de trabalho. Como:

– INSS: contribuição mensal feita a partir do recolhimento da folha de pagamento que concede, caso venha a ocorrer pensão por morte, auxílio-doença, salário-maternidade, 13º salário, entre outros;

– FGTS: o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi criado com o objetivo de proteger o trabalhador demitido sem justa causa, mediante a abertura de uma conta vinculada ao contrato de trabalho;

– PIS/PASEP: tributo para o financiamento do seguro-desemprego.

4. Reduza os custos de mão de obra, otimizando os cronogramas

As indústrias de restaurantes e varejo conhecem muito bem esse desafio: seus negócios demandam muitos funcionários durante horas que não geram vendas suficientes ou você não dispõe de pessoal suficiente para suportar picos no tráfego de clientes. Ambas as situações podem prejudicar seus negócios, pois o primeiro mata suas margens de lucro e o segundo prejudica a experiência do cliente (ou seja, vendas futuras).

Existem softwares de programação de funcionários disponíveis que podem fornecer previsão de mão-de-obra, onde você pode integrar os dados históricos de vendas do ponto de venda ou inserir seus próprios parâmetros (como disponibilidade de funcionários, folgas planejadas, perfis de estresse de horas extras, treinamento e custos de turno) para prever a quantidade certa de mão-de-obra necessário (e por função) até o minuto. Essas ferramentas criam a programação mais otimizada que atende às suas metas de lucro.

5. Reduza a rotatividade de funcionários

Custa muito mais a perda de um funcionário do que contratar e reter ótimos funcionários, portanto, dedique um tempo para investir em manter sua equipe feliz. Esse investimento começa desde a seleção; é preciso saber recrutar e selecionar pessoas que gostem do que façam e que agreguem positivamente à empresa, além de possibilitá-las a sensação de que são reconhecidas e podem crescer naquele espaço. Se ainda não conferiu as nossas dicas para melhorar o processo de recrutamento e seleção, não deixe de dar uma olhada quando finalizar essa leitura.

Como a geração do milênio e a geração Z estão se tornando o maior segmento da força de trabalho horária, e esse grupo classifica o “treinamento e desenvolvimento” como o principal motivo para permanecer em um emprego, não deixe de oferecer oportunidades adequadas de integração, treinamento contínuo e avanço. Mude a percepção de seus negócios e funções para um plano de carreira em vez de um período de curto prazo.

O treinamento cruzado de funcionários é outra prática recomendada para aumentar o conjunto de habilidades de seus funcionários e fazer mais com menos pessoas por turno (ou seja, economia de custos de mão-de-obra). Também oferece o benefício adicional de capacitar seus funcionários a treinar o restante de sua equipe em suas habilidades, em vez de pagar por um treinador externo. E, se um funcionário sair inesperadamente, você terá muitos funcionários com treinamento duplicado, portanto não precisará gastar dinheiro recrutando para substituir a função.

6. E finalmente, a sexta dica: Procure a Renaux Service!

Gestoras de serviços, como nós, não apenas possuem os requisitos essenciais para o bom desempenho da sua empresa, como temos experiência e propriedade para oferecer soluções de formas diversas. Temos conosco profissionais capacitados das mais variadas áreas, o que você pode conferir na nossa página de soluções, e também oferecemos soluções em Recrutamento e Seleção!

Recrutamos e selecionamos capital humano operacional, administrativo e para funções de liderança. Nossa equipe de DH atua em conjunto com o cliente para entender as necessidades da posição em aberto e o perfil do profissional desejado. Através do nosso banco de dados, buscamos os candidatos mais qualificados, já entrevistados e analisados previamente. Também consideramos currículos de profissionais recebidos através de nosso website, instituições parceiras, network e hunting.

Somos habilitados para recrutar em mais de 30 áreas de atuação. Para mais informações, entre em contato com o time Renaux. E não esqueça de continuar acompanhando o nosso blog, para mais informações sobre R&S e outras soluções em gestão de serviços!

Voltar