Blog | O que é manutenção planejada?

14 de julho de 2020

A manutenção planejada é essencial para qualquer empresa que possua ativos que precisam de manutenção — ativos como máquinas, veículos para construção ou frota, instrumentos e muito mais. Prestar atenção à manutenção desses ativos físicos afeta seus resultados - assim como seus ativos financeiros. Segundo o BusinessDirectory.com, a definição de manutenção planejada é "Manutenção preventiva realizada de acordo com um plano fixo". O que não lhe diz muito, certo? Mas o intuito deste artigo é esse: expandir a visão do leitor diante desse assunto. Essa é, na verdade, uma excelente leitura complementar à publicação ‘Manutenção Preventiva VS Reativa’, lançada na semana passada, aqui no blog da Renaux.

Primeiro, uma pesquisa feita na indústria automobilística de 2005 mostra que a redução na produção devido ao tempo de inatividade custa uma média de US $ 22.000 (Vinte e dois mil dólares) por minuto. São quase US $ 53 milhões em uma única semana, supondo que haja apenas um turno por dia durante uma semana de 5 dias, mas sabemos que essas linhas de montagem estão operando mais do que isso.  Embora esses números reflitam um setor, ou pelo menos parte do setor pesquisado, e não uma empresa individual —  os resultados ainda iluminam as ineficiências prevalecentes nas equipes da linha de montagem e quanto tempo de inatividade pode afetar seu resultado final. Os fabricantes pesquisados disseram que precisavam de melhor manutenção da máquina. Aprenda com eles, porque a produção perdida sai muito cara, mas a boa notícia é que você pode escapar desse custo instalando um sistema de manutenção planejada.

Principais primeiras conclusões:

— A definição de manutenção planejada é "Manutenção preventiva realizada de acordo com um plano fixo".

— Não ter um sistema de manutenção planejada pode ser extremamente caro.

O verdadeiro significado da manutenção planejada

Se você possui um processo em que planeja e documenta qualquer uma de suas atividades de manutenção, existe algum tipo de sistema de manutenção planejada. Esse tipo de manutenção é realizada para manter o tempo de inatividade do equipamento no mínimo, e isso geralmente significa ter estratégias para colocá-los em funcionamento novamente o mais rápido possível, caso algo ocorra.

Podemos separar a manutenção planejada em duas categorias:

1. Manutenção Preventiva

A primeira, e alguns argumentariam a mais importante, é a manutenção preventiva. Como o termo sugere, é aqui que você tem um cronograma de manutenção que, esperançosamente, abordará os problemas antes que eles apareçam. Você provavelmente faz isso com o seu carro regularmente, então o conceito pode não ser necessariamente novo, ainda que não tenha ciência direta desse fato. Quando você compra um carro, ele vem com uma programação de serviço ou manutenção. A cada X milhas, você deve ter realizado Y. Se você for diligente em manter o cronograma de manutenção, poderá adicionar anos e quilômetros ao seu carro. Quando você troca ou adiciona óleo antes que o motor pegue fogo, ou quando substitui o cinto do ventilador antes que ele se encaixe. É um conceito simples e fácil de entender.

Se você ignora a manutenção programada regularmente, corre o risco de quebrar o seu carro e, potencialmente, custar muito mais do que algumas trocas de óleo, ajustes e substituições de peças.

2. Manutenção planejada não-programada

Essa segunda estratégia de manutenção planejada difere porque agora você está fazendo reparos e substituições de equipamentos que já foram danificados. Embora a avaria em si não seja programada, é importante ter um plano para lidar com falhas de equipamentos e máquinas quando elas ocorrerem. O objetivo é fazer com que tudo volte a funcionar novamente, com segurança, o mais rápido possível.

Por exemplo, digamos que você tenha um veículo de loja que freie frequentemente um fusível e apague. Seria bom ter uma ou duas baterias sobressalentes à mão para trocá-las antes que alguém se machuque.

Isso economiza seu tempo e mantém sua equipe segura - o que economiza seu dinheiro.

Novas conclusões:

— O objetivo de um sistema de manutenção planejada é manter o tempo de inatividade do equipamento no mínimo.

— A manutenção preventiva planejada é agendada e executada antes do ponto em que o equipamento pode avariar.

— Avarias são inevitáveis, mas você está planejado para elas. Você tem todas as peças disponíveis para voltar a funcionar o mais rápido possível.

Por que você deve ter um sistema de manutenção planejada?

Então, a manutenção planejada é importante? Especialmente no que diz respeito à segurança, não deveria ser obrigatório? A resposta depende de quão importante é para você e sua empresa maximizar a utilidade de seus ativos. Quando você pergunta aos gerentes e proprietários se eles gostariam que seus equipamentos caros durassem mais e que avarias surgissem com menos frequência, a resposta é sempre um retumbante sim. A maioria deles geralmente não tem certeza de onde e como começar com um processo sustentável.

A liderança organizacional normalmente dita a iniciativa por trás de um processo de manutenção planejada. O buy-in geralmente está diretamente relacionado ao tipo de equilíbrio que eles desejam manter quando se trata de gerenciamento de ativos e eficiência da produção. Se você mantiver ou consertar um ativo mais do que o necessário, estará perdendo tempo e dinheiro valiosos.

Se você não mantém seus ativos, enfrenta o tempo de inatividade - também custando dinheiro. Mais dinheiro do que custaria para você fazer manutenção planejada ou preventiva. Os dados mostram que os custos associados ao tratamento de falhas inesperadas do equipamento costumam ser seis vezes superiores ao custo de ter um sistema planejado.

Você está em desvantagem ao adiar o custo do serviço regular, planejado e rotineiro. Quaisquer economias de curto prazo que você acredite ter acabado desaparecerão à medida que você enfrenta perdas financeiras devido a tempo de inatividade. Portanto, encontrar um equilíbrio é fundamental.

Felizmente, existem softwares que podem ajudar na administração de um cronograma de manutenção eficiente e econômico. Um que ajudará a criar e atender à frequência e intervalos adequados de serviço, bem como quem deve executá-lo. Existem outras economias de custo intrínsecas à manutenção planejada? Sim. É lógico e factual afirmar que equipamentos e máquinas bem mantidos funcionam com mais eficiência. Eles consomem menos recursos e acabam custando menos para executá-los. Um sistema bem projetado também torna sua equipe mais eficiente e menos propensa a erros.

Principais conclusões:

— Ter um plano em andamento pode impedir você de manter seu equipamento em excesso ou gastar muito.

— Se você não mantém seu equipamento, enfrenta um tempo de inatividade dispendioso.

— Use um software que possa ajudar na administração de um cronograma de manutenção econômico.

— Envie feedback.

Benefícios da manutenção planejada

— Não há tempo de inatividade dispendioso

— Maior eficiência dos funcionários

— Redução de custos de reparo

— Aumentar a vida útil de ativos e equipamentos

Quando a manutenção planejada deve ser realizada?

Resposta simples? De acordo com sua política de manutenção documentada. O que significa que você precisa ter um plano ou política em vigor. Se você não possui um plano, a introdução não é tão difícil quanto parece. Existem soluções de software modernas que podem ajudá-lo a criar e implementar um plano. As organizações mais bem-sucedidas, começando do zero, adotam uma abordagem de "rastejar, andar, correr". Colocar a estrutura básica em prática é o primeiro passo para a grandeza.

Vamos supor que seu plano esteja em vigor. A manutenção é realizada quando você possui todos os recursos necessários para realizar o trabalho e em um momento em que você causará menos interrupções nas operações, procedimentos e clientes internos. Se você executar uma operação 24/7, isso pode ser um problema. No entanto, lembre-se de que você não precisará desligar todas as linhas de produção para executar uma breve MP em um componente específico. Se o seu técnico estiver preparado com antecedência para o procedimento e com o equipamento, eles poderão ser processados ​​com eficiência com o mínimo de interrupção.

Se você possui uma equipe interna com treinamento e conhecimento para realizar a manutenção necessária, isso é ótimo. Caso contrário, parte do seu plano precisa incluir para quem o trabalho será terceirizado e como esse fornecedor pode estar em posição de obter sucesso. Ter um sistema e estrutura bem organizados de gerenciamento de ativos é imprescindível. Por quê? Existem muitos fatores e processos importantes envolvidos na efetivação de um plano. Desde supervisores da linha de frente, ao gerenciamento de manutenção e engenharia, suporte de engenharia, gerenciamento de dados de manutenção, administradores, equipes de compras e até esforços de treinamento contínuos.

Os principais indicadores de desempenho (KPIs) devem ser usados ​​para rastrear como seus ativos estão sendo mantidos e também para abranger a segurança do seu pessoal e o ambiente em que trabalham. Eles também acompanham o desempenho do seu equipamento real e os custos "ocultos" associado a mantê-lo em funcionamento.

A decisão de finalmente aposentar máquinas ou equipamentos pode depender de vários fatores. Do número total de avarias, custo de peças de reposição, tempo gasto em consertos e muito mais.

Você pode eliminar gradualmente um ativo devido à necessidade de um modelo mais novo, alterações em seus requisitos operacionais ou simplesmente porque o custo de manutenção se tornou muito alto e ou você corre o risco de falha total do equipamento.

Principais conclusões:

— Tenha uma política de manutenção documentada em vigor.

— O objetivo da manutenção planejada é economizar dinheiro.

— É essencial ter uma estrutura de gerenciamento de ativos bem organizada.

— Existem várias razões para a desativação do equipamento, em vez de mantê-lo indefinidamente.

Estratégias de manutenção planejada

Na sua essência, uma estratégia de manutenção pode ser vista como uma declaração de missão. Ela precisa ser suportada no seu plano de negócios geral. Sua estratégia também deve ter em mente as necessidades e desejos de todos os que estão conectados à sua organização. Isso pode incluir seus clientes, partes interessadas e acionistas. Por fim, seu plano deve identificar as melhores táticas de manutenção possíveis.

Para finalizar, sua estratégia de manutenção planejada deve:

— Procure maximizar a produtividade o tempo todo.

— Inclua um tempo sensato para eliminar gradualmente o equipamento que eventualmente se torna ineficiente e ineficaz.

— Otimize e controle os custos com a confiabilidade e disponibilidade de suas máquinas e equipamentos.

— Se você implementar essas lições de aprendizado, estabeleceu uma base sólida para o crescimento contínuo de seus negócios. Uma fundação que, quando rachada, só acontece se tiver sido planejada.

Chegamos ao fim desta publicação, mas seguiremos trazendo conteúdo especializado para você

No nosso blog, você encontra atualizações semanais dos mais diversos assuntos ligados à gestão de serviços, o que inclui a manutenção e gestão de ativos! Não esqueça de nos acompanhar por aqui, para não perder nossos conteúdos. Lembrando que ambos os serviços são ofertados por nós e são também de nossa especialidade.

Nós estamos no mercado desde 2014, proporcionando soluções em gestão de serviços, com oferta especializada para a Manutenção Predial, e podemos oferecer cobertura para vários estados do país. Confira aqui no site a nossa área de atuação, e entenda melhor os serviços de Manutenção Predial ofertados na nossa página de soluções.

Deseja que o sua empresa seja mais aconchegante e segura? Converse com um atendente da Renaux! Na nossa aba ‘Contato’, temos um breve formulário, e após preenchê-lo, um de nossos atendentes irá lhe retornar o mais breve possível. Basta preencher com nome, e-mail e telefone; é bem rapidinho.

Até a próxima publicação!

Mais sobre manutenção: ‘4 práticas para otimizar a Manutenção Predial

Voltar