Blog | Manutenção Preventiva VS. Reativa: entenda prós e contras

09 de julho de 2020

Vários dos elementos do nosso cotidiano requerem cuidados de rotina. Se isso significa mudar o óleo em nosso caminhão a cada 5.000 milhas ou aprovar uma atualização do Windows em nosso computador, tanto faz, nós continuamos a postar do seguimento de determinadas medidas. Por quê? Investimos dinheiro em equipamentos em que confiamos e queremos que funcionem o maior tempo possível. Da mesma forma, as empresas também querem que seus investimentos tenham uma vida longa e saudável. No setor de manutenção, isso é chamado de manutenção preventiva. Esse assunto está longe de ser uma novidade aqui no blog da Renaux, pois há alguns meses já conversamos sobre a Manutenção Predial e os serviços mais comuns da sua rotina. Caso queira acompanhar essa história lá do início, recomendamos o artigo Manutenção Predial: por onde começar. Ao fim desta publicação, você também poderá ler mais produções relacionadas.

Manutenção Preventiva (MP) é uma manutenção planejada que prolonga a vida útil dos ativos, equipamentos e infraestrutura da empresa. A manutenção preventiva, também conhecida como manutenção proativa, inclui ajustes, limpeza, lubrificação, reparos e substituições. Essencialmente, a manutenção preventiva é o processo de corrigir pequenos problemas antes que eles se tornem grandes. Assim como os proprietários de veículos, os proprietários da empresa costumam ter “mais retorno financeiro” agendando e atribuindo procedimentos de manutenção proativos. No entanto, há uma enorme diferença entre os dois cenários.

Os empreendedores geralmente mantêm centenas, se não milhares, de ativos valiosos. Tradução: seguir um cronograma de manutenção preventiva para cada peça de equipamento em um armazém ou instalação pode se tornar um pesadelo sem os sistemas organizacionais adequados. Consequentemente, algumas empresas praticam o que é chamado de manutenção reativa:

Definição de Manutenção Reativa

Manutenção reativa é exatamente o que parece. Algo inesperado acontece com uma máquina e você reage. Aqui está a definição técnica: “Manutenção Reativa (MR) é um procedimento de manutenção que aborda os problemas à medida que eles surgem. As atividades de MR são precipitadas por observações aleatórias, mau funcionamento do equipamento e falhas no equipamento”. Ela se trata, basicamente, da manutenção corretiva não planejada, da qual já falamos no artigo Conheça os serviços da Manutenção Predial.

Também chamada de "executar até a falha", esse sistema de manutenção não programa inspeções de rotina, troca de peças e outras tarefas proativas. Você já trocou uma lâmpada que queimou em sua casa? Nesse caso, você praticou uma forma de manutenção reativa. Você não definiu um lembrete para trocar a lâmpada a cada 6 meses - você respondeu à situação rapidamente. A manutenção reativa se enquadra em duas categorias gerais: Manutenção de emergência e manutenção corretiva.

A manutenção de emergência geralmente envolve responder a um requisito de segurança urgente que deve ser atendido. Nesses casos, a manutenção de emergência deve ser priorizada em relação às atividades habituais até que o equipamento seja consertado. Infelizmente, isso resulta em tempo de inatividade inconveniente, produtividade reduzida e despesas repentinas. A manutenção de emergência pode ser um pequeno inconveniente ou um enorme problema, dependendo da importância do equipamento defeituoso para a produção.

A manutenção corretiva ocorre quando um trabalhador percebe peças defeituosas durante um procedimento de manutenção não relacionado, como uma inspeção ou explicação passo a passo. As peças são substituídas ou trabalhadas para que a máquina possa retomar o desempenho ideal.

Vamos examinar mais de perto algumas vantagens e desvantagens da manutenção preventiva versus manutenção reativa.

Resumo: Executando um programa de manutenção reativa

As máquinas não são construídas para durar para sempre, e com a propriedade surge a necessidade inevitável de substituição. Especialistas do setor sugerem que as equipes dediquem 20% de seu tempo à manutenção reativa e gastem os 80% restantes em manutenção preventiva. Uma boa regra é reservar a MR para componentes que sejam baratos, facilmente substituíveis e improváveis ​​que resultem em inatividade dispendiosa.

Por exemplo, digamos que o custo do tempo de inatividade para um ativo específico seja de R$500 e seu custo mensal de MP seja de R$800. Nesse caso, a empresa realmente desperdiçaria recursos atribuindo ordens de serviço de MP. É importante ter em mente que o tempo do seu funcionário é importante para o custo da administração de preventivas. A identificação de oportunidades de economia de MR requer análise meticulosa de ativos e rastreamento de custos com o tempo.

Obviamente, certas situações se beneficiam de uma abordagem reativa. Realmente não se trata de "Qual é melhor: manutenção preventiva vs. manutenção reativa?" Dito isso, a execução de programas de manutenção de um ponto de vista puramente reativo apresenta mais desvantagens do que vantagens.

Contras da Manutenção Reativa

1. Mais caro ao longo do tempo

Atrasos inesperados durante as execuções de fabricação geralmente resultam em pedidos atrasados, reputações manchadas e vendas reduzidas. Além disso, o equipamento pode avariar em momentos inoportunos em que trabalhadores e peças não estão disponíveis. Nesses casos, as empresas podem pagar um extra por assistência fora do horário comercial, viagens e peças de emergência.

2. Menor expectativa de vida útil dos ativos

Os sistemas de equipamentos "corrigidos" deterioram-se mais rapidamente do que os otimizados para eficiência. A substituição de equipamentos complexos não apenas é cara, mas também demorada.

3. Questões de segurança

Os técnicos de manutenção reativa geralmente assumem mais riscos porque estão sob pressão para consertar as coisas o mais rápido possível. Como alternativa, as ordens de serviço agendadas oferecem tempo para revisar os procedimentos padrão e os requisitos de segurança.

4. Maiores custos de energia

Tarefas simples de MP, como lubrificar componentes móveis ou ajustar filtros, podem reduzir o consumo de energia em 15%. Ignorar essas tarefas aumentará suas contas de energia.

5. Backlogs de manutenção

Infelizmente, os reparos de emergência acontecem às custas do trabalho planejado. Backlogging de tarefas de vez em quando não é grande coisa. No entanto, uma vez que se torna um hábito, as ordens de serviço começam a entrar em um ciclo perigoso. Isso se traduz em uma equipe estressada e resultados frustrados.

Resumo: Executando um programa de manutenção preventiva

Dependendo do número de ativos em uma organização e do número de trabalhadores disponíveis, o monitoramento regular (e a atribuição) de TODOS os procedimentos de manutenção recomendados pode parecer impossível. Por exemplo, uma pequena equipe de gerenciamento de propriedades pode ter 300 itens que exigem manutenção de rotina; enquanto uma grande instalação de fabricação pode ter 30.000 ativos. Tradução: cadernos de verificação estourando com tanto material acumulado.

Tradicionalmente, as principais desvantagens do MP têm sido a)  sistemas CMMS de alto custo e b) curvas de aprendizado necessárias para se beneficiar do uso delas. No entanto, nos últimos anos, novos fornecedores de soluções de manutenção digital resolveram os dois problemas. Nessas condições, é mais fácil aproveitar os benefícios da preventiva, como:

Prós da Manutenção Preventiva:

1.Grande economia anual

As organizações que adotam filosofias de manutenção preventiva geralmente economizam mais dinheiro do que aquelas que não. De acordo com "Determinando o valor da manutenção preventiva", de Jones Lang LaSalle, uma empresa de telecomunicações teve um ROI de 545% ao implementar um plano de manutenção preventiva.

Além disso, o custo não planejado do tempo de inatividade dos fabricantes industriais pode ser superior a US $ 50 bilhões por ano. Então, qual é a razão número um para a inatividade? De acordo com o Estudo de Manutenção de Engenharia de Fábrica 2016, o equipamento antigo é considerado a causa mais popular de tempo de inatividade. Erro do operador e falta de tempo foram outros motivos comuns listados pelo pessoal de manutenção.

2. Segurança aprimorada

Quanto mais frequentemente os ativos são verificados, menos perigos de segurança ocorrerão. As empresas que seguem cronogramas de manutenção preventiva reduzem o risco de quebras inesperadas, ameaças à saúde e ações judiciais.

3. Maior vida útil do equipamento

Os cronogramas de manutenção preventiva garantem que os ativos de negócios estejam funcionando de acordo com as diretrizes de fabricação e consumidor. À medida que as peças com baixo desempenho são atualizadas, os ativos são executados no máximo durante todo o ano.

4. Maior produtividade

Estudos mostram que estratégias de manutenção inadequadas podem reduzir a capacidade de produção em 20%. As modernas soluções de manutenção preventiva permitem que os gerentes operacionais digitalizem detalhes essenciais do equipamento, atribuam ordens de serviço recorrentes e analisem o histórico de ativos com a conveniência de seus desktops e smartphones.

5. Menos consumo de energia

Os ativos elétricos mal mantidos geralmente consomem mais energia do que aqueles que operam em condições normais. A MP permite que os problemas de roubo de energia sejam resolvidos rapidamente, resultando em contas de serviços menores. Quanto mais energia sua empresa economizar, maiores serão seus lucros. O meio ambiente também agradecerá.

6. Taxas de seguro mais baixas

Muitos provedores de seguros comerciais oferecem taxas mais baixas para empresas que praticam e documentam suas rotinas de manutenção preventiva. Se for menos provável que o equipamento avarie, há uma probabilidade menor de que você precisará fazer reivindicações caras.

Chegamos ao fim desta publicação, mas seguiremos trazendo conteúdo especializado para você

No nosso blog, você encontra atualizações semanais dos mais diversos assuntos ligados à gestão de serviços, o que inclui a manutenção predial! Não esqueça de nos acompanhar por aqui, para não perder nossos conteúdos. Ah, retomando o que dissemos da última vez: a Manutenção Predial faz parte dos serviços ofertados pela Renaux Service.

Nós estamos no mercado desde 2014, proporcionando soluções em gestão de serviços, com oferta especializada para a Manutenção Predial, e podemos oferecer cobertura para vários estados do país. Confira aqui no site a nossa área de atuação, e entenda melhor os serviços de Manutenção Predial ofertados na nossa página de soluções.

Deseja que o sua empresa seja mais aconchegante e segura? Converse com um atendente da Renaux! Na nossa aba Contato’, temos um breve formulário, e após preenchê-lo, um de nossos atendentes irá lhe retornar o mais breve possível. Basta preencher com nome, e-mail e telefone; é bem rapidinho.

Até a próxima publicação!

Mais sobre manutenção: ‘4 práticas para otimizar a Manutenção Predial

Voltar